Archive for Uncategorized

Novo Endereço do blog!

Anúncios

Hello world!

Welcome to WordPress.com. This is your first post. Edit or delete it and start blogging!

Curiosidades: Casa "Au Monde Elegant" e "Casa Genoud"

Foto de 1903, mostrando a casa comercial “Au Monde Elegant”, situada na esquina da rua do Góis (Cesar Bierrenbach) com rua Direita (Barão de Jaguara).
Abaixo; outra foto da casa fundada em 1876; foi demolida em 1911, para dar lugar à “Casa Genoud”, mais tarde também demolida.


Veja a “Casa Genoud” construída no local:

Curiosidades: Coliseu Taurino – Anúncio de Espetáculo

Como relata abaixo o grande historiador campineiro, José de Castro Mendes, em efeméride para a data em questão.

O local que existia tal casa de espetáculos; mostro abaixo (circundado em vermelho) no mapa.

Memória Fotográfica: Av. Orosimbo Maia – Década 1940 – Antigo Córrego do Serafim

Crédito da foto é do Centro de Memória da UNICAMP (CMU).

Memória Fotográfica: Centro de Campinas a noite em 1976

Belíssima foto do Centro de Campinas a noite; aparecendo em primeiro o monumento do bicentenário de fundação de Campinas, inaugurado em 1974. Foto foi sacada do prédio do Paço Municipal e esta pertence à hemeroteca do grande historiador de Campinas, Edmo Goulart.

Curiosidades: Árvore Genealógica de Denise Maricato e irmãos

Como curiosidade publico abaixo da árvore genealógica de Denise Maricato e irmãos.

Denise Maricato, acadêmica (Academia Campineira de Ciências, Letras e Artes tendo como seu patrono o Maestro Carlos Gomes); a qual está prestes a lançar livro sobre o maior músico e compositor das Américas Carlos Gomes. Abaixo foto de quando sua palestra sobre o maestro; na Academia Campinense de Letras.

Denise de Oliveira Maricato e Célio Antonio Di Tullio quando do evento na Academia Campinense de Letras.

Ontem e Hoje: Rua Barão Jaguara x Rua General Osório

Veja as fotos abaixo; a primeira da década de 1940 e a segunda de hoje da data da postagem (2008).
Note que interessante o traçado das linhas dos bondes que há na primeira foto. E na segunda é claro o piso asfáltico fez desaparecer, além que claro foram retirados quando disto.

Veja foto aérea, do local, de 1952. Note ainda a seta ao centro indicando a existência do antigo edifício. Clique sobre a imagem para ver com mais detalhes.

Agradeço ao colaborador Fábio, pela sugestão de melhoria neste assunto.

Ontem e Hoje: Igreja do Rosário

Igreja que deixou saudades.

Foto abaixo de 1930.

O local em 2008.


Foto da década de 1950, com os saudosos bondes.
Foto de 2008 do mesmo ângulo da de acima.

Personagem: Rocco (Roque) de Marco

A foto acima foi retirada diretamente de livro, de minha bibiloteca particular, publicado em 1920, em homenagem a Dom João Nery (após sua morte) e apontava Roque de Marco como amigo próximo do bispo campineiro e já tendo falecido (o mesmo faleceu em 1919 – como mostra em sua pedra tumular e em foto ao fim destes escritos).

O casarão constitui-se em uma propriedade particular construída no século XIX pelo italiano Rocco (Roque) de Marco, um comerciante ligado à exportação do café.

O imenso casarão de dois pavimentos partilha com a Estação Cultura, hoje, o mesmo largo triangular, na esquina com a rua 13 de maio e em uma das extremidades do seu trajeto. Como a grande maioria das residências de comerciantes do século XIX, partilhava duas funções: desenvolver os negócios no térreo (no caso de Roque de Marco, uma Casa de Câmbio), abrigando a família no andar superior. A fachada, muito adornada, possuí dez porta-janelas em cada pavimento, algumas emolduradas por balcões.

O italiano Roque de Marco estabeleceu-se naquele ponto e, a partir de então, as gerações posteriores continuaram a ocupar o andar superior. Sua filha Francisca, mesmo após casada, seguiu morando no local com o marido, Mário Gatti, e os filhos.

Acima o casarão quando era “casa de câmbio” no início dos anos 1900. Abaixo, hoje do personagem restou apenas o nome no topo do casarão.


Abaixo seu fabuloso túmulo, no Cemitério da Saudade, onde abriga seus familiares, incluindo seu genro, Mário Gatti, distinto médico do passado campineiro.

« Previous entries