Archive for junho, 2008

Personagem: Cândido Barata Ribeiro

Anúncios

História Agradece: Delegacia de Polícia da av. Andrades Neves

Prédio retratado em postal da Casa Genoud e foto da passagem do século 1900.

Personagem: Mário Natividade

Material, abaixo, extraído do livro de Edmo Goulart, Antologia da Poesia Campineira.

Memória Fotográfica: Campinas em 1920

Foto retirada do livro lançado em 1920 em homenagem ao falecimento de Dom João Nery, primeiro bispo de Campinas.


Livros x História de Campinas: Campinas Ontem/Hoje – Álbum Histórico, Ilustrativo e Informativo

De minha biblioteca particular. Livro (+- 500 páginas) de Ângelo Bertazzoli Neto e José Bertazzoli, impresso na Gráfica Bertini, Campinas, 1995.

A obra é de iniciativa particular e é belíssima pela quantidade de informações e fotos constante na mesma. Esta obra encaixo também na seção História Agradece.

Ontem e Hoje: Rua Barão de Jaguara x Rua Conceição

Foto abaixo da década de 1940 e as duas fotos subseqüentes de 2008. Pode-se ver as transformações ocorridas com o passar dos anos. Ao lado direito do expectador pode-se ver o primeiro “arranha-céu” de Campinas, Edíficio Santana, construído em 1935.

Ainda na foto de 1940; em frente ao edíficio, e do mesmo lado direito, pode-se notar ainda a Casa Genoud, que fez muito sucesso como tipografia. Na segunda e terceira fotos notamos que alguns prédios ainda se mantém. Porém o edíficio da Casa Genoud já não existe mais.



Ontem e Hoje: Largo da Estação da Cia. Paulista

Foto abaixo mostra o largo da estação da Cia. Paulista em 1910.

Fazendo, o que chamo, de “arqueologia urbana”, podemos notar nas fotos de 2008 abaixo, que muitas coisas mudaram; mas para o bem de memória histórica, algumas coisas permaneceram. Faça você mesmo a comparação e veja o que permaneceu.

Como orientação; podemos notar que o prédio do antigo Hotel Grigoletti sofreu transformação radical. Mas o nome na fachada permaneceu, apesar de hoje não ser mais hotel.

Do outro lado da rua, podemos ver que se mantiveram as duas construções que fazem parte do complexo ferroviário, ao menos por fora, estão bem conservadas.

Na foto abaixo, pode-se notar que a construção com telhado se sobresae e permanece; é claro com novas telhas e que foram trocadas há poucos anos atrás.


Se você der um clique; verá que fiz um destaque o antigo nome do hotel.

História Agradece: Rua Padre Vieira, 1277

Veja a história deste casario, que no passado até convento foi. Em matérias da jornalista Maria Teresa Costa descreve seu tombamento e este que teve um final feliz até o momento. Veja ainda nas fotos, o drama que esta casa passou.
Matéria de 06 de setembro de 1995.

Matéria de 02 de junho de 1996.


Abaixo foto da década de 1950.

Em 2008, abaixo.

Veja abaixo em 1996, no que a transformaram.

Em 2008, pelas mãos de empresários.

Vandalismo puro em 1996 para a foto abaixo.

Em 2008, esplendor.
Você percebeu alguma semelhança da natureza nas fotos tiradas com diferença de 12 anos? Não!


Então retorne e olhe os galhos da árvore. Com tudo que o casario passou (incêndio e vandalismo); a árvore e seus galhos foram testemunhas de tudo. E permaneceram crescendo, mas mantiveram sua estética inicial.

História Agradece: O lustre do Teatro Municipal Carlos Gomes

O jornal Diário do Povo, em matéria da sempre competente Maria Teresa Costa, publicava em sua edição de 28 de junho de 1996.

O lustre em questão.

Ontem e Hoje: Rua General Osório

Ainda dentro do término dos bondes, e foto de V-8, podemos ver a rua em questão. Nota-se que ainda existe o letreiro do Cine Windsor, que teve grande sucesso no passado e que hoje somente resta na memória de muitos que o freqüentaram.

Em 1968 (crédito desta foto é do CMU – Centro de Memória da UNICAMP).


Em 2008

« Previous entries